Recesso do Los Hermanos

RSS
Partager

14 mai 2007, 21h24m

Um certo temor tem invadido os fãs de Los Hermanos depois do anúncio, por parte da banda, de um recesso por tempo indeterminado. Depois de 10 anos na estrada, os caras resolveram dar um tempo na correria pra cuidar das próprias vidas e projetos paralelos, o que é bem compreensível.

Bom, é o seguinte:um amigo disse temer que, depois de um ou dois anos de pausa, cada integrante volte com influências musicais tão diversas que não conseguiriam compatibilizar tudo e a banda se tornaria naturalmente inviável.
Pois bem,o Camelo e o Amarante, principais compositores do grupo, têm caminhado cada vez mais dentro do universo da MPB: o primeiro é cada vez mais requisitado como compositor, graças aos êxitos das interpretações de Maria Rita para canções suas e do Los Hermanos (como “Cara Valente”, “Veja bem meu bem” e “Casa Pré-fabricada”), enquanto Amarante navega pela diversidade estilística que a Orquestra Imperial possui. Isso ficou bem claro no impacto quando do lançamento do próprio “4”, que veio bem mais leve de metais e guitarras, e trouxe inclusive sambas ao violão. Para alguns, um ousado trabalho que denota amadurecimento artístico; para outros, uma tirada de pé do acelerador (sem contar os que consideram o trabalho um equívoco). Esse mesmo amigo, aliás, considera o “4” um disco “sem cara” de Los Hermanos, além de ser o pior disco entre os quatro da carreira...sinceramente, isso me parece uma limitação de visão musical, que delimita a produção artística dos caras a uma eterna repetição de si mesmos, o que foge completamente à proposta musical que lhes deu respeito e caracterizou. Eu o considero, apesar da proposta diferente dos dois aclamados álbuns anteriores (que casariam bem como um álbum duplo, inclusive), no mesmo patamar de qualidade destes. Apenas o álbum de estréia não se alinha na história, por trazer um rock básico, apesar de já conter alguma marca de metais, presente no que veio depois. Daí que essa constante mudança de estilos, que os têm levado cada vez mais para o universo da MPB deixa dúvidas nos fãs muito ligados à dupla Bloco/Ventura, que trazia uma mescla de estilos sem abandonar o rock como elemento constante.

Talvez a banda mude demais e nem volte. Talvez volte, mas muito diferente pra agradar aos fãs de outrora. Talvez o fôlego criativo tenha passado,e a banda não seja mais a mesma; pode ser um disco horrível...ninguém vive só de êxitos. Bom, talvez esperar seja melhor.

Dias 8 e 9 do próximo mês eles fazem dois shows de “despedida” no Rio (aliás, o elemento geográfico é limitador pra mim, infelizmente). Não duvido que dali saia um disco ao vivo, que seria, possivelmente, um registro dessa fase da carreira da banda que, de fato, se encerra agora. Se a banda volta ou não depois do dito cujo recesso, é outro caso (apesar de eu acreditar que eles voltam). Um hipotético quinto disco certamente não virá como os quatro anteriores e, pra frustração do amigo citado no começo do texto, creio que não terá “cara de Los Hermanos”, entendendo-se isto como o rock dissonante multifacetado e cheio de metais e letras a la Chico Buarque da dupla Bloco/Ventura. As pessoas andam nas suas idéias, e eles têm se permitido isso. Na verdade, prefiro assim. O marasmo do universo musical brasileiro não precisa de mais bandinhas fazendo covers de si mesmas, disso já estou cheio. Se os caras têm criatividade para algo diferente, e é exatamente por isso que ganharam a admiração de tantos, não é se repetindo que a fórmula será mantida.

Mas, apesar disso tudo, concordo bem com o Hans Harold Frentzen quando ele disse que “esse show pode ser o último, nem que seja o último de uma era só nossa”, tentando me convencer a ir no show do Rio com a galera. LH fez parte de um período importante da nossa juventude, e nós bem sabemos quantos momentos importantes essa identificação em comum nos rendeu. Sim, uma fase...

Agora é repassar as cifras todas, pra ir enganando nas rodinhas de violão enquanto os caras têm um justo período pra eles próprios.

Faias interessantes:

Cara Estranho
Os Pássaros
Condicional
A Flor

Links:
Perfil do Hans Harold Frentzen
Los Hermanos - página oficial

Commentaires

Ajouter un commentaire. Connectez-vous à Last.fm ou inscrivez-vous (c'est gratuit).