like a G6

RSS
Partager

31 jan. 2011, 1h35m

Sábado 29 Jan – All Time Low & Motion City Soundtrack

Após esperar por anos; contar os meses, e então os dias, e depois as horas: dormir na fila contra o consentimento da minha mãe (risos), observar os minutos que não pareciam passar em uma tarde castigada por São Pedro (granizo não é pra qualquer um, risos), e por Tupã (risos)...
Mas já ouviu falar naquela história de que antes de melhorar, sempre piora? Ou que depois de uma tempestade, é que vem o arco-íris. Pois bem.
Depois de tanto sofrimento, e isso inclui quatro bandas de abertura (nada contra, novamente, acho legal dar chance a bandas não consagradas ainda, mas bem.. sem querer tirar o crédito do Motion City Soundtrack, mas se uma já é um castigo, quatro é sacanagem.), toda a espera pareceu valer a pena, se descontados os empurrões constantes contra a grade, quando Lost in Stereo começou a soar pela .
Uma chuva de sutiãs anunciava que era a hora. Eles estavam ali na nossa cara, cantando em nossos ouvidos. E nós berravamos junto, em um coro inacreditável.
Com uma setlist que buscava agradar a todos, e que agradou, com músicas de todos os álbums: desde Coffee Shop Soundtrack e Jasey Rae, passando por Shameless e Six Feet Under the Stars até Like A G6 e Teenage Dream introduzindo a queridinha Remembering Sunday e a mais pedida da noite, Therapy.
Não reluto em dizer, porém, que o show poderia ter sido ainda melhor, se fosse mais longo, dando espaço a ótimas como Vegas, The Girl's a Straight-Up Hustler e Hello, Broklyn. (Apesar de que se fosse mais longo, eu estou certa de que não estaria respirando neste momento.. he).
De modo geral, o show foi incrível. E algo notável como a maior audiência da carreira deles deve ter ajudado, mas, modéstia a parte, nós demos um show também. E digo isso de boca cheia, e não porque até eles estavam descrentes da quantidade de peitos bonitos do recinto, mas porque estou cansada de ir a shows onde músicas passam despercebidas, sem animação, sem bate-cabeça, sem coro, sem nada. E, ontem, ah.. ontem. Tudo diferente. Sob a regência de Alex e Jack, todas as seis mil pessoas entraram em sintonia, resultando em nada mais, nada menos que um dos melhores shows deles, segundo eles mesmos.
Fico feliz em ter ido e participado de tudo aquilo. As notas sob a guitarra de Jack (I love boobies e I + Your mom), mais hiperativo ainda na vida real, os pulos de Zack, mais incríveis ainda na vida real, a voz de Alex, mais foda ainda na vida real, e o Rian.. mais fofo ainda na vida real<3
Saldos da noite: roupas arruinadas, uma garganta inquieta, hematomas por toda a parte, um joelho detonado e vídeos. Tudo prova de que aquele espetáculo memorável realmente foi testemunhado por mim e por amigos e conhecidos e novos amigos e conhecidos e desconhecidos e escrotos e.. rs.
E agora, ouvir Weightless não será a mesma coisa, e ouvir The Party Song será uma sensação única.. e fechar os olhos ouvindo All Time Low trará de volta todas as pessoas, os risos, os gritos, as notas; e tudo que me fez sentir como um G6.

Alex: Jack, how do you feel?
Jack: I feel like squeezing my niple.
Alex: Awesome.. Zack, how do you feel bro?
Zack: I feel wonderful.
Alex: Rian, how do you feel?
Rian: Eai?
Jack: I feel like a fucking G6, dude.

Commentaires

  • razorrrblade

    adorei sua crítica, muito boa! faço das suas palavras as minhas.

    31 jan. 2011, 14h37m
  • foundwings

    hey, obrigada :)

    5 fév. 2011, 2h49m
Voir les 2 commentaires
Ajouter un commentaire. Connectez-vous à Last.fm ou inscrivez-vous (c'est gratuit).